e-Zap! Seu cantinho 'zap' na net

11/11/11 - 11:11 da manhã

 

 Ahá! Acharam que iriamos esquecer, não é? Este é um momento célebre, que ocorre uma vez a cada 100 anos: um período de tempo que pode ser descrito apenas repetindo um único de número: o número 1. "Oh, o que isso significa? devemos correr para as nossas casas? O que devemos fazer?" Acalmem-se, discipulos. Vos explicarei a verdade por trás desse grande acontecimento.

Tudo começou a dois dias atrás. Acho que foram três. Estava eu, como todo paranaense bairrista, lendo a Gazeta do Povo (tenho a primeira edição, caso alguém queira comprar), quando me deparei com a notícia incrível dessa data que eu desapercebi por uma ironia temporal.

Que bacana! 11/11/11, 11:11. Minha mãe nasceu dia 11/11, isso eu não tinha esquecido. Ah, e minha avó paterna também.

Eu não. Foi no dia 21/05 (o ano vocês podem conferir no meu perfil). Ah, tanto faz! Eu nem comemoro. Mas olha o "1" ali de novo!

Enfim, segundo a matéria que eu li, existem muitas superstições por trás dessa data. Entre atentados à torres, o 112º papa, abertura de portais, e coisas do tipo.

Diz a matéria:

"Alguns numerólogos atribuem ao número 11 poderes paranormais que criarão um canal de comunicação com o subconsciente. Outros sustentam que o número representa a dualidade do bem e do mal na Humanidade.

Na internet, blogueiros insistem no caráter místico do 11, que segundo eles pode estar associado aos desastres como os ataques do 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.

A profecia de São Malaquias, que no século XI previu que existiriam 112 papas antes do apocalipse bíblico, também foi citado. O atual papa, Bento XVI, é o de número 111.

A data 11 é historicamente carregada de significados. Além dos atentados de 2001, o armistício da Primeira Guerra Mundial foi firmado às 11H00 da manhã do dia 11 de novembro de 1918."

Eu não acredito nessas coisas de ocultismo. Se bem que na parte das torres eu acredito, porque afinal, aconteceu. Mas acho que foi mais uma estratégia de marketing terrorista por parte do Osama: o numeral 11 até lembra um pouco duas torres.

 Mas, no resto, não tem como acreditar. Eu vi muitas coisas importantes acontecer no mundo. Outras, fiquei sabendo. Mas cada uma delas aconteceu não por uma peripécia do relógio, do calendário, porque estas coisas aí fomos nós mesmos quem criamos.

As coisas acontecem porque nós não somos inertes. Somos seres de atitude, capazes de mudar o mundo para melhor ou pior se quisermos.

Você acredita em superstições? Bom, não está prejudicando os outros com isso. Mas não esqueça de também não se prejudicar, de não se tornar alguém que espera que as coisas vão acontecer enquanto você está de braços cruzados, porque a vida não está fácil assim, não.

"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente".

Inclusive, é seguro que nesta importantíssima data, uma boa parte dos nossos queridos leitores não fez mais do que brigar pelo "first" nesse post. First este, aliás, composto do importantíssimo número 1.

 Ah, é... o e-zap não tem essa briga... rs...